SIGA-NOS POR EMAIL:

domingo, 21 de julho de 2013

CLEÓPATRA SELENE:



(CLEÓPATRA SELENE - Selene em grego significa LUA)

Filha de Marco Antonio e de Cleópatra a Rainha do Egito, aos 7 anos de idade foi nomeada rainha de Cirene por seu pai, durante as Doações de Alexandria. Foi educada em Roma por Octávia, após o suicídio dos seus pais. Foi casada com o rei e erudito Juba II de Mauritânia, também órfão da guerra. Reinaram em Cherchell na Algéria

Cleopatra, sua mãe foi uma mulher ímpar, infelizmente o seu final foi trágico, assim como de Marco Antonio. Sua filha Cleopatra Selene e seus irmãos ficaram a mercê de Otávio, futuro imperador de Roma.

Após os suicídios de Cleópatra e de Marco António no 4o ano da 187a , a princesa Cleópatra Selene e seus irmãos, Alexandre Hélios e Ptolomeu Filadelfo foram capturados por Otávio, quando fugiam para Tebas. Ele foram levados para Roma e expostos no cortejo triunfal.
Otávio designou a irmã dele próprio como tutora dos jovens órfãos e fez com que recebessem uma educação romana. Entre 26 e 20 a.C., Otávio preparou o casamento de Cleópatra Selene II com o rei africano Juba II, que também havia crescido em Roma. Como presente a Cleópatra Selene, Otávio ofereceu-lhe um grande dote e designou-a como a rainha de Numídia. Cleópatra Selene II tornou-se assim uma grande aliada de Roma.
Cleópatra Selene e Juba reinaram pouco tempo na Numídia, cujo povo rebelou-se contra os modos e costumes romanos impostos por Juba II. Retiraram-se para a Mauritânia, onde batizaram a capital de Cesarea em homenagem ao imperador Augusto. Cleópatra Selene teve grande influência na política do marido e juntos contribuíram para trazer prestigío para o reino através do comércio no mediterraneo.
Filhos e descendentes
Cleópatra e Juba tiveram um filho, Ptolomeu da Mauritânia (nasceu em 19 a.C. e faleceu em 40 d.C. em Roma), que foi assassinado a mando do imperador Calígula, seu primo e foi o último rei de Mauritânia, reinando de 23 a 40, também tiveram uma filha, de nome desconhecido; alguns historiadores a chamam de Drusila, ou seu nome poderia ser Cleópatra.
Com o passar dos anos Cleópatra Selene se aproximou de um dos General do exécito Romano que logo tornaram-se amantes , o romance durou muitos anos sempre em segredo.
O Romance entre Cleópatra Selene e o General Romano nunca fora descoberto, o casal tinha uma grande cumplicidade e proteção espiritual tão poderosa que se comunicavam por telepatia, e pela dificuldade de se encontrar a união de Cleopatra Selene e do General Romano era através da força da espiritualidade e da telepatia ou por bilhetes secretos escrito em códigos linguagem que só os dois decifravam. Mas foi durante uma guerra entre o exército Romano e o exército de Alexandria , que o General Romano foi morto por traição por um dos soldado do exército de Alexandria que estava disfarçado de um soldado Romano.

Cleópatra Selene que sem saber que estava grávida do General, sabendo da sua morte tentou suicídio, abortando sem saber o filho que carregava em seu ventre, conseguiu com o poder da magia esconder mais esse segredo, durante todo os anos se sua vida foi uma mulher triste que guardava em seu coração a saudade de não poder se despedir de seu amor, e por não poder ter gerado um filho seu.
Cleópatra Selene sempre sentiu a presença do General ao seu lado mesmo depois de sua morte através da força espiritual que os ligara durante todo os anos em que foram amantes.
Assim Cleópatra Selene seguiu sua vida até sua morte e se reencontrou com seu amor novamente.



Texto pesquisado no livro Arqueologia Egípicia
Respeite os direitos autorais.
© Todos os direitos reservados